Estudar obsessivamente: como passar em medicina

E

A primeira coisa a se saber é que só passa em vestibular difícil, como medicina na USP, UNESP ou UNICAMP ou no ITA / IME quem dá o sangue, quem estuda mesmo cansado, quem estuda mesmo doente, quem estuda mesmo depois de brigar com o namorado/namorada, quem estuda triste por mais um ano de estudos. Claro que eventualmente você pode se dar um descanso nesses momentos, mas pra passar de primeira isso precisa ser a exceção.
Só passa quem é consistente nos estudos e quem tem confiança que vai passar. Então, você precisa ter certeza de que vai passar, a partir disso você estabelece sua estratégia.
Vai doer, vai ser difícil, vai dar vontade de desistir, você provavelmente vai chorar, vai se comparar com o colega e pensar que está tão atrás, vai se desesperar quando for mal em um simulado, vai enrolar um monte pra fazer a redação.
Esses dias um aluno me mostrou o quadro horário, ele não queria estudar no domingo, e no sábado parava de estudar às 12:00, pra conseguir “curtir o fim de semana“. Amigo, assim você vai curtir o fim de semana deste ano, e do ano que vem quando estiver fazendo cursinho de novo. Claro que momentos de descanso são necessários, mas um dia inteiro de descanso jamais.
Quanto eu tinha 17 anos e estava estudando pro ITA e surgiu uma bolha no meu dedo de tanto escrever, eu pensei:
“Eu vou resolver essas questões agora, se o papel ficar sujo de sangue, paciência, vou fazer essas provas antigas e vou passar!!”.
Pra mim era certo como o dia. Acho que passa quem é meio doido e obsessivo assim.
Você precisa criar uma mentalidade de atleta de alto desempenho, de alguém extremamente comprometido com o resultado, alguém que treina faça chuva, faça sol, que dá o máximo. Isso não acontece do dia pra noite, esse condicionamento é adquirido com o tempo, conforme você estuda bastante e se concentra no estudo, a sua concentração vai melhorando, você passa a conseguir estudar em alto rendimento por mais tempo, e inclusive fica mais inteligente. Falei um pouco sobre isso nesse post sobre como começar a estudar para o ITA, mas o moral da história vale para a Fuvest também.

Não doidos passam também? Sim, mas demoram mais, ou passam em faculdades mais fáceis, faculdades particulares, ou possuem uma bagagem de conhecimento adquirido no passado muito bom, mas é a exceção.
Recomendo que você seja obsessivo e passe logo.
Se é pra passar esse ano, o estudo tem que ser INTENSO. Nos primeiros meses do ano você pode estudar menos horas e ir crescendo dia a dia. Mas perto da prova é bom chegar em umas 9 a 10 horas de estudo líquido por dia. Comece o ano sabendo que vai ser desafiador, mas que você é forte, que será capaz de superar tudo e passar nesse vestibular e ser MÉDICO. Que você vai cuidar das pessoas, vai ajudar as pessoas, vai fazer cirurgias, vai tornar as pessoas saudáveis e felizes, vai fazer sua mãe feliz.  (E o que mais o motiva a ser médico!).
Comece o ano sabendo que esse é o seu ano. Depois você vai olhar pra trás e pensar “valeu a pena”. Esse é o seu ano! A medicina USP campos pinheiros tem 125 vagas, a de Ribeirão tem 80 vagas e a de Bauru 42 vagas.
Você TEM que estar entre esses.
Já se imagine lá.

Quando bater o desânimo (e vai bater) volte a ler esse post, deixe um comentário sobre a sua trajetória e vamos conversar.
Primeiro a melhor foto de todas, quando você passa sai seu nome na lista dos aprovados, e você pode entrar no sistema da fuvest e ver algo assim:
“Você foi chamado para a 1a matrícula da Fuvest 201x”

Então resolvida essa questão mental (que é super importante, e é a base de tudo), vamos à estratégia prática. Vou mostrar uma estratégia para todas as matérias que caem. É a única estratégia? NÃO, existem outras boas. Eu tento mostrar uma estratégia mais garantida de passar no menor tempo possível, porque se baseia em estudar efetivamente o que cai na FUVEST.
A estratégia continua neste Post em que abordo como estudar cada matéria para passar na Fuvest em Medicina.
Se gostou deixe um comentário! =)

Ebooks e dicas do Resumov

* indicates required



Sobre o autor

Susane Ribeiro

Eng. Aeronáutica do ITA. Turma 2009.

Sobre mim

Resumov

Ebooks e dicas do Resumov

* indicates required