Como passar no ITA – indicação e análise de livros, como escolher cursinho

C

 Neste conjunto de posts vamos mostrar:
  1. Quais livros estudar?
  2. Como escolher um cursinho online ou presencial
  3. Principais técnicas de estudo
    1. estudar por horas líquidas
    2. montar quadro horário ou  ciclo de estudos
    3. Planilha de Gannt no google sheets
  4. Outros bizus
1o post: Como passar no ITA – indicação e análise de livros, cursinho presencial ou online
2o post: Como passar no ITA -organização do estudo, técnicas de estudo, quadro horário
3o post: Como passar no ITA -Planilhas de estudo e dicas finais para o dia a dia

Indicação de livros

Materiais – O que outras pessoas indicam – e eu não recomendo
Muitas pessoas recomendam livros dificílimos para a preparação, como Haliday, Tipler, Sarajevo, Kotz. E por aí vai. Eu tinha esses livros na minha preparação porque foram fáceis de achar no sebo.

Mas não conseguia fazer quase nenhum exercício, e eles não tinham solução. Então mesmo que às vezes conseguisse “chegar na resposta” não sabia ao certo porque deveria resolver daquele jeito. O Kotz achei um pouco mais útil, principalmente pra entender o comportamento dos íons de NOX diferente, por exemplo, que cor vai ter o Cu2+. Mas isso pode ser estudado em uma Martha Reis da vida.

Materiais – O que eu indico
Prefiro usar livros super avançados para estudar apenas assuntos específicos (que o ITA cobra de vez em quando),  e na maior parte do tempo se preparar com livros normais de ensino médio, como os seguintes:
Química: Coleção Martha Reis ou Feltre
Volumes 1 e 2, e alguns capítulos do 3

 

Eu estudei pela Martha Reis e amei. Achei super didático. Eu inclusive estudei pela Martha Reis pra fazer a Olimpíada Brasileira de Química, e levei medalha de ouro 😃 Recomendo muito. 
Na minha época radioatividade ficava no livro 2, mas agora está no livro 3 e é um assunto que cai com frequência. A química orgânica cai bem leve no ITA, pode ser interessante saber as nomenclaturas, entender isomerias e algumas das principais reações. Agora se você quer IME faça o livro 3 direito. Eu adorava química orgânica, e é um conhecimento que você leva pra vida, hoje vejo embalagens de shampoo e sei mais ou menos o que é cada coisa, a base veio da Martha Reis lá no ensino médio.
Os livros do Feltre também são excelentes, mas acho que a Martha Reis explica de uma maneira muito mais fácil e divertida, mas se você já estuda pelo Feltre continue. Estude bem os livros 1 e 2. Veja no edital o que cai mais de orgânica no livro 3 e foque nisso.

Matemática: fundamentos da matemática do Iezzi

São 11 livros pequenos, chamados de volumes. São bem divididos, muito bem explicados e com diversos exercícios nível ITA.
1: Conjuntos e Funções
O livro 1 é a base de tudo. Pode comprá-lo sem medo, vai ser muito usado. O ideal é fazer esse livro no 1o ano do ensino médio.
2: Logarítmos 
Também é essencial, e é uma matéria bem tranquila. Também é bom fazê-lo no 1o ano do ensino médio.
3: Trigonometria
Aqui os assuntos começam a ficar mais desafiantes, mas vai com calma, aprenda as equações de sen(a+b), cos(a+b), tg(a+b)… E aprenda a fazer as questões desse assunto, porque isso cai quase todo ano. Este livro pode ser feito no 2o ano do ensino médio.
4: Sequências, Matrizes, Determinantes e Sistemas 
Os tópicos abordados nesse livro caem com frequência. Este talvez seja um assunto que é bom ver em aula, porque é muito diferente e pode ser difícil aprender sozinho. Esses sistemas e determinantes vão ser usados até quando você passar no ITA nas matérias de controle, em um livro chamado Ogata (mas calma, só no curso de engenharia).
O volume 4 pode ser feito no 2o ano do ensino médio.
5: Combinatória e Probabilidade
O volume 5 faça se você gosta e tem facilidade com probabilidade. Pra mim esse livro foi muito difícil, até hoje só entendo probabilidades básicas, como aquelas de genética ou de moedas, mais que isso meu cérebro trava. Mas é válido tentar. É bom saber pelo menos o básico. Esse livro tem questões do nível da prova e outras mais difíceis ainda, nível IME e olimpíada. Como falei no começo, faça se você gosta e tem facilidade, do contrário, tenha uma visão geral e treine direto nas provas resolvidas do ITA.
Aqui pode estudar o livro no ano que conseguir, 1o, 2o ou 3o do ensino médio.
6: Complexos, Polinômios e Equações 
Senhoras e senhores, matéria está ficando mais complexa… Pode ser interessante ver as aulas com seu professor do cursinho ou assistir às aulas online dessa matéria, tem aulas boas no Kuadro e no Descomplica, explico melhor no fim do post. O livro é bom, super didático.
7: Geometria Analítica 
É o meu favorito. Geometria analítica é a minha matéria do coração então não dá pra não amar esse livro. É uma matéria que demora um pouco pra “entrar” na cabeça, mas uma vez dentro ninguém tira. No 1o ano de engenharia você vai ver essa matéria um pouco mais aprofundada, no ITA em MAT17. Eu estava tão bem nessa matéria que não precisei estudar nada disso no ITA. Isso vocês vão ver, algumas matérias bem estudadas na etapa pré-vestibular vão te ajudar quando passar.
8: Limites, Derivadas e Noções Integrais 
Não cai, não faça. Saiba o básico de derivada de polinômios que é só isso que você vai precisar. Não acredite em quem diz o contrário. Até questões de física resolvidas com derivada podem ser resolvidas com conhecimentos normais do ensino médio.
9: Geometria Plana 
Este livro começa tranquilo mas logo vai ensinando uma geometria plana mais difícil do que cai no ITA. Só recomendo fazê-lo por inteiro se já viu os livros anteriores muito bem ou se quer IME.
10:Geometria Espacial, Posição e Métrica 
Aqui o livro também aborda uma geometria bem mais difícil do que o que efetivamente cai no ITA. Eu não fiz, só recomendo que você faça se já viu os livros anteriores muito bem mesmo ou se quer IME. Vejo-o como um livro para estudar os primeiros capítulos e depois disso só consulta esporádica. A ideia é aprender muita coisa com as questões resolvidas. Uma vez tendo feito os livros principais, você consegue abrir uma prova do ITA e ir aprendendo com a própria resolução. Quando não for suficiente você consulta este livro e o livro de geometria plana.
11: Matemática Financeira
Não cai, não compre.
Esses livros podem ser comprados novos na amazon, na saraiva, no mercado livre. Tome cuidado com livros usados, o ideal é que tenha todas as páginas e não esteja muito riscado.
Resumo do material de matemática:
Faça com vontade os livros 1 a 7. Depois que fizer muito bem esses pode ir para 9 e 10, mas com cautela para não se perder em questões muito difíceis e que não caem.
Física: física clássica
Autores: Caio Sérgio calçada e José Luiz Sampaio.
Estudei por essa edição antiga, que tinha 5 volumes. Adorava o livro de termologia, todo o conteúdo é super tranquilo, acreditem. Um amigo na época deu a dica de começar por esse livro, e foi uma dica ótima, conforme fui aprendendo fui ficando confiante de que seria capaz de fazer todos. =)
 A edição atual tem 3 volumes e funciona da mesma forma. Na minha preparação, estudei os 3 últimos da edição de 5 volumes (termologia, ótica / ondas e eletricidade), isso seria o equivalente a fazer os volumes 2 e 3 de hoje. Fiz o cinemática e dinâmica por outros livros normais do ensino médio e sofri bastante ao passar para as questões de mecânica das provas antigas do ITA. Acho mesmo que a matéria mais difícil de física é mecânica, estudar por esse livro pode facilitar bastante porque explica assuntos que um livro normal que prepara para um ENEM/fuvest não explicam. Mas mesmo assim, mecânica exige muita resolução de provas antigas.
Dá pra comprar na amazon, na saraiva, no mercado livre. É um investimento.
Resumo de física: Estude todos os 3 livros Física Clássica.
Português, inglês e redação –
faça provas antigas do ITA, fuvest, Unesp, Unicamp… esqueça o enem
Acredito que fazer muitas provas das linguagens é um estudo eficaz e suficiente. Muita gente se estressa só com o pensamento de estudar português, mas veja que fazer as provas não é tão ruim, haha. Veja como um tipo de resolução de problemas.
Acho válido fazer as provas de português de várias faculdades como USP (fuvest), Unicamp, Unesp. Não recomendo o ENEM, porque ele é muito diferente e às vezes as questões têm várias respostas corretas ou nenhuma resposta correta (triste!).
As questões que gerarem dúvidas podem incentivar uma olhada no livro ou mesmo pesquisar o assunto na internet.
É bom estudar assim, porque o foco está em “resolver problemas” que será o foco do engenheiro no futuro, e sua vida no ITA ou depois de formado. Na graduação do ITA a gente estuda 80% do tempo por questões de anos anteriores.

Observação importante: Indiquei vários livros, mas talvez seu cursinho use uma apostila específica. Então quero deixar claro que se os livros do seu colégio ou cursinho forem coerentes com a prova do ITA e tiverem uma boa didática serão igualmente válidos. Só analise se é necessário estudar todos os assuntos das apostilas. Pule conteúdos de olimpíada ou que caem exclusivamente no IME quando na verdade você quer ITA.

Tendo o material podemos analisar qual a melhor maneira de aprender.
A primeira maneira de estudar é aprender sozinho: abrir o livro e vê-lo por inteiro.
Acho que dá pra fazer isso em vários assuntos. Eu fiz isso praticamente em química inteiro, meu professor de química do cursinho dava aula em um nível mais federal, então optei por fazer a Martha Reis sozinha como disse lá em cima. Assim, eu ia no meu ritmo, e só tirava dúvidas com ele. Também conseguia fazer o física clássica termologia, por ser uma matéria mais tranquila. Porém, querer ser autodidata vai ficando cada dia mais difícil conforme a gente se aproxima de assuntos mais difíceis, como trigonometria, matrizes, números complexos, física mecânica, eletricidade, etc.
A segunda maneira é fazer um cursinho presencial ou assistir aulas online. 

Como escolher seu cursinho

Cursinho presencial
O cursinho é o lugar onde você vai sentar e assistir ao professor. O ideal é que seja um cursinho específico para o ITA/IME. Os cursinhos que mais aprovam são
  1. Poliedro em São José dos Campos ou São Paulo
  2. Planck em São José dos Campos
  3. Farias Brito em Fortaleza
  4. Ari de Sá em Fortaleza
  5. Elite – qualquer um
  6. Bernoulli em BH
  7. Fibonacci – Ipatinga
1. Poliedro
O curso do poliedro é excelente, é referência. Mas o preço é bem alto e dão pouquíssimas bolsas. O alojamento também tem um custo considerável, o equivalente a mais ou menos uma mensalidade por mês. O alojamento é só para homens, lá sempre tem um monitor para tirar dúvidas, alguém pra fazer comida e transporte para o cursinho, mas é bem longe do centro da cidade.
Quem não vai para o alojamento (inclusive as meninas) acaba alugando um apartamento perto do cursinho, que fica na Av. Nélson D’Ávila em SJC. Tem várias opções que podem sair ainda mais barato que o alojamento, só não tem tanta estrutura. Um ponto ruim dessa avenida é que à noite é frequentada por profissionais noturnas e transeuntes duvidosos. Mas na hora da saída do cursinho muita gente sai junto e se morar pertinho não tem perigo.
O Poliedro também tem uma unidade em SP, dizem que o ensino em São José dos Campos é melhor, mas o cursinho em SP também é uma boa escolha. Mas em SP não há alojamento.
2. Planck
Surgiu um cursinho chamado Planck com ex-professores do Poliedro. Eles se uniram para criar um novo cursinho e já aprovaram vários alunos no ITA. Acredito sinceramente que é uma opção igualmente boa. O Planck está localizado no bairro Aquarius em SJC. Este é o bairro mais seguro de SJC, perto de uma praça arborizada, enfim bem diferente do ambiente da Nelson D’Ávila. O problema é que os aluguéis de apartamento perto do Planck não são tão baratos como na Nélson D’Ávila, mas a mensalidade provavelmente é menor e uma coisa compensa a outra.
3. Farias Brito ou Ari de Sá
Outra opção é o Farias Brito ou Ari da Sá. São cursinhos que também aprovam muita gente no ITA todos os anos. Eles preparam para olimpíadas e têm professores excelentes. Eles costumam de dar muitas bolsas. Pode ser interessante fazer o processo seletivo de bolsas. Sei que é fácil conseguir alojamento ou pensionato perto da escola ou com transporte acessível. Mesmo se não conseguir bolsa é uma opção muito mais em conta e igualmente boa para passar no ITA.
Existem vários outros cursinhos no Brasil, existem vários no Rio de Janeiro, o Bernoulli em Belo Horizonte, e o Fibonacci em Ipatinga, os do sistema Elite. Todos eles são excelentes. O principal parâmetro é ver se o cursinho tem aprovados no ITA, se tiver vários pode acreditar que é bom.
Um cursinho presencial pode ser difícil se você morar em um local mais afastado e não puder mudar para uma dessas cidades. A solução é fazer um cursinho online ou fazer um cursinho presencial comum e adaptar o estudo.
Se for um presencial comum: Assista às aulas que fazem sentido, ou seja, aquelas de assuntos que você ainda não sabe e apenas das disciplinas que caem (matemática, física, química, português e inglês). Se estiver muito fácil você pode fazer questões da matéria enquanto o professor explica. Não assista às aulas de história ou geografia. Se não puder ir pra biblioteca, fique num cantinho estudando os livros indicados ou fazendo provas.
Cursinho online
A outra opção é fazer uma preparação à distância.
O Kuadro tem uma turma específica para o ITA, nele você estuda com muitos professores do ITA, tem acesso a simulados do sistema poliedro e listas de questões. Tem a opção de usar a assessoria pedagógica para ajudá-lo a organizar o estudo. Fizemos um post sobre o Kuadro aqui.
Outra opção é assinar um cursinho online normal e ver as aulas dos assuntos específicos que caem na sua prova. Eu adoro as aulas do descomplica. Acho que são super divertidas e ensinam muito bem. O foco é medicina ou ENEM, mas há uma grande interseção.
Awin_300x250_21-08-17_Enem-Super-Temas
Você pode só ver as aulas das matérias que caem no ITA, os professores de física, química e matemática são sensacionais. Acredito que o ideal seja isso mesmo:
“Aprender o básico com um professor normal de ensino médio, e aprofundar com os livros base da matemática elementar”.
Quando eu estudei pro vestibular de medicina estudei pelo descomplica e sinceramente sinto falta de ver os vídeos. Os professores são muito, mas muito bons mesmo. Como já tinha esquecido muita coisa de física do 3o ano e de nomenclatura de química orgânica acabei assistindo às aulas do descomplica e gostei muito. Sinceramente, um estudo baseado nos livros base + descomplica dá conta do recado. Se tiver mais dúvidas de como fazer isso escreva nos comentários que tento responder especificamente.

Lembre-se estudando sozinho, em um cursinho presencial ou online, nós podemos aprender e dominar tudo aquilo que estudarmos com vontade. O conhecimento abre portas.
No próximo post, vamos passar para a organização do estudo, entender o que são horas líquidas de estudo, aprender a montar quadro horário ou o seu primo “ciclo de estudos”.

O que você achou deste post? Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Compartilhe com seus amigos que também querem passar no ITA.

Bons estudos.


Sobre o autor

Susane Ribeiro

Eng. Aeronáutica do ITA. Turma 2009.

Sobre mim

Your sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.