Como começar a estudar para o ITA

C

Esse post veio de uma dúvida muito frequente dos alunos, que é “Como começar a estudar pro ITA com 15 ou 16 anos?”
Antes de tudo, você já deve saber que o conteúdo do ITA é bem difícil, mas isso não é um problema, porque conforme você vai estudando você vai ficando mais inteligente, capaz de estudar assuntos mais difíceis, e conforme você vai estudando, você vai sendo capaz de estudar mais e mais horas por vez. É um círculo virtuoso.
Eu passei direto do 3o ano, mas comecei a preparação no 2o ano do ensino médio. Lembro hoje que tentei aprender assuntos difíceis pra acompanhar as aulas, mas não entrava de jeito nenhum. Então tive uma abordagem de começar a estudar os assuntos fáceis primeiro. Vou contar essa estratégia pra vocês agora.

Como começar a estudar:

Selecionar o material/cursinho, recomendei alguns livros aqui, e depois:

  1. Começar pelas matérias e assuntos que você tem mais facilidade
  2. Montar uma estratégia
  3. Aumentar o tempo de estudos e a inteligência
  4. Aumentar a autoconfiança de que é capaz de estudar tudo

 

1. Começar pelas matérias e assuntos que você tem mais facilidade

Agora vou contar a minha experiência pessoal, e como estudei no 1o ano da preparação (2o ano do ensino médio):
Física
Comecei em física por termologia, saí da abordagem de começar por mecânica, mesmo já tendo visto a base no 1o ano. Mecânica pode ser até o assunto mais difícil do vestibular inteiro, como não acertava uma deixei pra ver no futuro. Deu super certo. Fiz o livro de termologia, e aquilo que me deu tanta confiança que depois fui para o de eletricidade, e consegui fazer também. E assim, deixei mecânica pra estudar direito só no terceiro ano.
QuímicA
Em química, achava o conteúdo do 1o ano meio nebuloso, porque não tinha um encadeamento, e não entendia nada das bases de Bownsted Lowry, Lewis e companhia, então fui logo ver as reações de estequiometria, a parte de eletrólise, e a matéria em geral do 2o ano. Foi dando certo, e o mais importante, fui pegando confiança de que era capaz de resolver. E a inteligência também foi se apurando. Quanto mais você estuda e exercita o cérebro mais rápido ele vai ficando, e vai aprendendo com mais facilidade. É uma coisa que eu não sabia, e na verdade só percebi quando já estava no ITA. Saí de uma aluna mediana no início do 2o ano pra uma que consegue aprender super bem e rápido no fim do 3o, como 2 anos de estudo fazem diferença!!
Matemática
Matemática era a pior matéria pra mim. Eu vivia trocando de cidade e de escola, então alguns conteúdos como trigonometria não tinha visto nunca. Imagine ir para o 2o ano do ensino médio  e não saber o que é um cosseno. Pois é, então matemática foi uma frustração enorme, porque simplesmente não conseguia fazer nada. Foi uma matéria que nem nesses 2 anos de estudo consegui estudar tudo. Simplesmente não estudei probabilidades, nem combinatória, nem geometria plana e espacial. Uma ressalva, na verdade, sabia um básico de geometria plana que se restringia à lei dos cossenos, mas como fiquei muito boa em trigonometria conseguia resolver muitas questões que dizem ser óbvias por teoremas XYZ de geometria só fazendo equações trigonométricas.

Enfim, mesmo não vendo tanta matéria, passei com nota boa, porque acertei praticamente tudo nos outros assuntos como trigonometria, geometria analítica, matrizes, complexos… Olhando pra trás acho que foi bom não estudar em um cursinho em que todo mundo fala que precisa saber TUDO. Então minha dica é “não se desespere se alguma matéria for muito difícil pra você, se concentre em ser o melhor possível nas outras”.
2. Montar uma estratégia
Os assuntos em geral mais fáceis e melhores de começar costumam ser:
Física:
  1. Termologia,
  2. Física moderna
  3. Eletricidade
  4. Óptica e ondas
  5. Mecânica
Química
É muito pessoal, tem gente que acha a matéria do 1o ano a mais fácil. Outros acham química orgânica. Não me sinto à vontade recomendando um jeito ou outro. O ideal é você ver o que funciona melhor pra você, sendo que tem muitas vantagens em seguir a ordem normal.
Matemática
Seguir a ordem do Iezzi, é uma boa, ele vai aumentando a complexidade, com a opção de pular aquilo que for difícil.
Resumo da estratégia
Pra todas as matérias é bom você montar uma estratégia sempre começando pelo que você acha mais fácil. Esse conselho é super válido para quem está estudando sozinho. Pode ser um pouco difícil de adaptar estudando em um cursinho presencial, porque você se sente obrigado a acompanhar o curso. Talvez uma ideia boa seja fazer um híbrido entre o que os professores estão dando e o que você está estudando em paralelo.
Minha experiência pessoal
Eu consegui fazer isso mesmo fazendo curso preparatório. Voltando à matemática, as primeiras aulas do curso de matemática foram com o Rufino em Belém, e ele já começou falando em teoria dos números. Assunto complicadíssimo. Perguntei pro pessoal mais “sênior” da turma se esse assunto caía mesmo, e falaram que só caía em olimpíada e no IME. Então disse adeus àquelas aulas, e foquei nos livrinhos do Iezzi.
Minha sorte era que tinha grandes amigos na turma, então sempre que aparecia uma dúvida (o que era todo dia e toda hora) conseguia perguntar. Vou deixar meus agradecimentos ao Adenaldo e ao Rodolfo (vocês me ajudaram demais!!). E justamente esse problema de tirar dúvidas que quero resolver no resumov. Estamos criando uma plataforma para que os alunos possam postar perguntas e questões e outros alunos ou professores de outros cantos do Brasil possam responder. Estou muito empolgada pra fazer isso dar certo.
3. Aumentar o tempo de estudos e a inteligência
No começo do post falei que a inteligência vai aumentando. Isso é uma consequência da neuroplasticidade do cérebro, podemos pensar que é igual um músculo, quanto mais você exercita, mais forte fica. E assim mais inteligente você fica.Parece cliché mas não é.

Depois de estudar as matérias mais fáceis, de conseguir resolver as questões com rapidez, você fica afiado para o que mais for aprender em seguida.  Além disso, no começo do ano você senta e consegue estudar 2 horas, no fim do ano já vai conseguir estudar o dia inteiro com alta concentração e foco, então se dê um desconto nas primeiras semanas de estudos e vá aumentando o tempo de estudos e a disciplina dia a dia. Fiz um post específico falando sobre algumas técnicas de estudo que acho fundamentais aqui.
4. Aumentar a autoconfiança de que é capaz de estudar tudo 
Depois de um tempo estudando a matéria “fácil” você vai ver que consegue adicionar assuntos mais complicados. Vai ver também que o que antes era difícil vai se tornando mais tranquilo. Isso é muito particular, e cada um vai ter uma opinião diferente.
Pra mim, depois de ver quase tudo de física (menos mecânica) fui pra mecânica com mais confiança, com mais esperteza adquirida nas outras questões, e fui capaz de aprender em alguns meses. Depois de ver o básico já fui fazer questões, aí tomei outra pancada na cabeça, mas nesse ponto já esperava que fosse ter dificuldade nas questões, porque foi o que aconteceu com os outros assuntos. Então passei por essa turbulência com muita tranquilidade.

Em química, depois de ver a matéria do 2o e do 3o anos simplesmente me apaixonei, no finalzinho queria até fazer engenharia química no ITA. No começo do 3o ano vi o que faltava (matéria do 1o ano) e ganhei até medalha de ouro na OBQ. Pra quem não sabia nada e precisou começar devagar foi um feito e tanto.
Em matemática fui melhorando um pouco todo dia, sempre enchendo o saco dos colegas com muitas dúvidas. Mas aposto que eles também aprendiam me ensinando. =)
Enfim, o importante é não desistir, porque vai ficando mais fácil com o tempo. Lembrando que depois de ler o básico da teoria é importante resolver muitas questões e provas antigas!!
 
O resumo de tudo é: “conheça-se, saiba seus pontos fortes e deixe-os ainda mais fortes, estude aquilo que for mais fácil pra você, fique excelente no que for mais fácil, depois você já mais inteligente vai conseguir dominar o resto, também porque com o tempo você vai conseguir estudar mais e mais”.
Bons estudos, pessoal!

Sobre o autor

Susane Ribeiro

Eng. Aeronáutica do ITA. Turma 2009.

Sobre mim

Your sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.